Mantém-te fiel à tua essência

 

Dei por mim a olhar para estas duas fotografias com 28 anos de diferença entre cada uma. Já tinha visto no espelho os pequeninos e tímidos cabelos brancos, também já tinha reparado que as “rugas de expressão” à volta dos olhos estavam mais intensas, que vários amigos se estão a casar ou descasar…sim já me tinha apercebido.

Nunca quis ser mais velha nem mais nova, sempre quis ter a idade que tinha, todos os anos acho que “esta deve ser a melhor idade”.

Todos os dias ambiciono ser uma pessoa melhor, e se o tempo a passar significa evolução e crescimento pessoal, eu quero chegar a velha, muito velha.

Não me assusta como vai ser a minha aparência física, nunca assustou, nunca pensei muito nela e a bem da verdade, esqueço-me muitas vezes que a minha essência tem um invólucro.

Por outro lado, desde cedo que atento ao que penso, ao que digo, ao que sinto, ao que acho correto, ao que me incómoda, ao que me tira o sono, ao que me faz sentir livre, ao que me estimula. Desde cedo, que sei quem sou e onde quero ir…

Desde cedo que tomei consciência da minha essência, e quando olhei para as duas fotos, consegui ver que isso não mudou. Que os meu olhos continuam a expressar o meu âmago, apesar de todas as transformações físicas e de todo o crescimento emocional.

E se assim é, acho que a pequenita da primeira foto está muito feliz!

Abraço

Raquel Santos

 


2 thoughts on “Mantém-te fiel à tua essência

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s