Desistir ou insistir?

Fiquei num impasse, este era o momento de insistir ou de desistir?

Julgo que todos já nos sentimos assim, sem saber se já fizemos tudo o que estava ao nosso alcance ou se ainda dá para tentarmos mais um pouco.

Ficamos presos a expectativas, ideias, convicções que tínhamos sobre aquele projecto, aquele trabalho, aquela relação. O nosso ego não quer admitir que algo falhou, enquanto que o nosso super-ego nos acautela e nos prepara para o fim.

O facto curioso é que o nosso cérebro armazena as experiências recentes de sucesso e de fracasso. No entanto quando se trata de algo bem sucedido, há uma melhoria no processamento neuronal no desempenho da próxima tarefa. Nesse momento há uma libertação de dopamina, que activa a sensação de prazer e envia sinais para que a acção na qual tivemos sucesso venha a ser repetida.

Talvez por isso a tendência seja desistir quando começamos a ser mal sucedidos em algo. No entanto, costumo dizer que insistir só por casmurrice também não é produtivo. Sábios os mais velhos que nos diziam que o caminho do meio é sempre o melhor. É preciso desenvolver a consciência do que é equilíbrio. Lutar pelo que queremos, correr atrás de objectivos, contornar barreiras, superar obstáculos. Sem nos perdermos de nós próprios, sem entrar em relações tóxicas, sem permitirmos que abusem da nossa vontade, sem ceder a pressões, sem nos prejudicarmos, sem colocar a nossa saúde em causa.

Não existem fórmulas mágicas que nos façam predizer que chegou o momento de desistir. Gosto de pensar que no fundo, se ficarmos em silêncio, alheios das opiniões do outros, seguindo o nosso instinto, a nossa verdade, chegaremos facilmente à conclusão se é para desistir ou para insistir.

Há uma pergunta que ajuda:

– No fim valerá a pena?

(Não vale responder com a frase do poeta)

Abraço

Raquel Santos

54bad417f10cb87a776837d04743c395--gag-inspirational-thoughts


3 thoughts on “Desistir ou insistir?

  1. ๑•ิ.•ั๑ Que gostoso esse teu texto, precioso do inicio ao fim.
    Para mim, há grande diferença entre insistir e não desistir. Insistir é tentar, teimando. Não desistir é tentar, mudando. Não desisto, insisto, persisto, mas nem sempre conquisto. Luto pelo o que julgo valer a pena e o resultado é consequência do meu merecimento. ◕‿-。
    Boa semana para ti, adorável pecadora! Que os sorrisos surjam sem aviso e os sonhos se realizem nos próximos sete dias.
    Beijo de chocolate e muito mais luz, muita luz!! ღ⁀⋱‿★✴

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s