Desabafos de irmã mais velha…

Falo sempre da nossa cumplicidade, da nossa proximidade, da rivalidade fraterna. Digo sempre que nos divertimos juntos, que argumentamos e contra argumentados conversas à mesa. Orgulho-me sempre de todas as tuas e das nossas conquistas.

Mas nunca falo da impotência que é ser irmã mais velha e não puder fazer nada para atenuar a tua dor. Da minha incapacidade de fazer voltar o tempo atrás.

Dei-me como voluntária para ser teu escudo protector desde o dia em que nasceste. E percebi a minha inutilidade quando te diagnosticaram com um cancro, quando disseram que só tinhas 5% de hipóteses de sobreviver, quando te retiraram o ilíaco, quando foste operado três vezes no espaço de um ano, quando estás prestes a amputar a perna.

Hoje sonhei contigo. No meu sonho tinhas 10 anos, levavas uma guitarra às costas e um cartaz com algo escrito. Passaste por mim rápido e eu perguntei-te: vais sem canadianas? Tu respondeste: ainda não uso, as canadianas são só para quando for mais velho.

Acordei de repente, com o meu corpo gelado e com um nó na garganta tão forte que pensei que nunca mais conseguisse falar. Chorei em silêncio, como se choram as dores que pesam.

Aqui estamos nós… aqui estás tu a menos de um mês da cirurgia e não há nada que eu possa fazer que mude essa situação. Essa dor não passa mesmo que volte a adormecer e ter outro sonho.

Só a consigo fazer atenuar, porque sei que a partir desse dia vais viver mais feliz.

E talvez seja isso quanto baste a uma irmã mais velha. Saber que o seu irmão pequenino estará mais feliz.


11 thoughts on “Desabafos de irmã mais velha…

  1. Hoje só tenho capacidade para vos abraçar de vos mandar um beijinho no coração de vos dizer como são um exemplo de superação e que rezo 👼🙏 sabendo que nada é bastante para atenuar o sofrimento 💖💖

    Liked by 2 people

  2. Tão lindo o desabafo, estou com um sorriso e com uma lagriminha no canto do olho.
    Em tempos li um poema que gostei e guardei. Não sei quem é o autor mas acho que se encaixa aqui pela “amorosidade” que vos rodeia :
    “Sou eu sua irmã mais velha
    Ele é meu irmãozinho
    Porém, ainda é pequeno
    Para conversar o maninho
    Por isso, todos os dias
    Mostro a Boneca e o Livrinho
    Esperando que ele cresça
    Inda mais um bocadinho … “

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s