O poder gratidão – como pode mudar o cérebro e gerar bem-estar!

Façamos uma retrospectiva do dia. De certeza que vão encontrar motivos para reclamar, para se sentirem tristes ou frustados. Parecemos naturalmente programados para nos queixarmos. Mas o inverso, será verdade? Será que hoje agradeceu por alguma coisa que aconteceu? E se soubesse que a gratidão gera um estado de bem-estar e felicidade.

Estudos recentes na área da neurociência têm vindo a demonstrar que o sentimento de gratidão ativa no cérebro a área de recompensa, localizado no núcleo accumbens (responsável pelo prazer e bem-estar). Este sistema de recompensa, é responsável pelos sentimentos de felicidade e auto-estima.

Com a ativação desta área de recompensa, ou seja, quando o cérebro percepciona que algo de bom aconteceu, que fomos bem sucedidos ou que estamos a sentir gratidão,  o neurotransmissor dopamina é libertado.

A dopamina motiva-nos a agir novamente em direcção aos nossos objectivos, vontades e necessidades. Quanto mais esse ciclo de busca e realização se repete, mais o nosso organismo busca novas formas de prazer e de recompensa.

A gratidão aumenta também outro neurotransmissor responsável pelo bem-estar psicológico: a serotonina. O aumento da produção de seretonina está a associado a sentimentos de valorização pessoal ou valorização de acontecimentos.

Por fim, há ainda a libertação da hormona ocitocina,  que estimula o afeto, aumenta a sensação de tranquilidade, reduz a ansiedade, medo e fobias.

Como trabalhar a gratidão?

Aceite que nem sempre vai ser fácil sentir-se grato – parte do processo de gratidão é fazê-lo com tranquilidade. Nem sempre vai sentir que deve estar grato, mas seja honesto na sua análise. Estar grato por “pequenas” coisas é importante. (ter comida, ter onde dormir, são exemplos do que tomamos por garantido, mas que devemos estar gratos)

Faça um diário de gratidão – escreva todos os dias uma frase, uma palavra, um sentimento ou acontecimento pelo qual deve estar genuinamente grato.

Fique 48 horas sem reclamar – abrace o desafio de ficar 48 horas sem reclamar de nada. (nem do tempo)

Medite  – a prática de meditação ajuda a libertação de dopamina e atua na regulação das emoções.


4 thoughts on “O poder gratidão – como pode mudar o cérebro e gerar bem-estar!

  1. Querida e doce Raquel é sempre com gratidão que leio os teus textos é sempre um privilégio sentir que nos tocas nos “cantinhos ” mais profundos do nosso ser ! Assertividade , afetividade emoção “obriga-nos ” a refletir sobre ser e estar… não é facil às vezes dói como dói … tentar seguir em frente com o coração ferido magoado … grata contudo pelo Sol que me foi deixado e que é o melhor dos dois. Obrigada sempre 💙 beijo enorme

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s