Há uma parte de mim que me pertence. É uma parte infinita que se renova, que se redescobre, que se inventa, que se silencia, que se manifesta, que vive de certezas e dúvidas. Há uma parte de mim que pertence ao mundo. É uma parte que doa, que ama, que sorri, que perdoa, que é tribal, que abraça e observa.

Não sou mais uma que outra, sou a harmoniosa simbiose das duas.

O meu principal valor é a família, vivo de afectos dos que sabem amar incondicionalmente. Os meus amigos conhecem e respeitam os meus silêncios.

Viajo muitas vezes, nesta mesa de onde vos escrevo, fico presa entre o que foi dito e o que ainda ficou por dizer, sabendo que saciar o desejo da escrita é tarefa quase impossível.

Acredito mesmo que o mundo pode ser um lugar melhor e que cada um deve ser responsável por isso.

 

Sou psicóloga clínica, consultora em desenvolvimento pessoal e instrutora de yoga, mas mais que tudo isto sou uma pessoa que estarei em fase de construção até ao fim dos meus dias.