Hoje queria abraçar todas as crianças que não têm pai e dizer-lhes que vai ficar tudo bem!

Hoje era isto que queria. Queria ter o poder de teletransporte e viajar por todos os lugares do mundo em que existisse uma criança que não tivesse pai, ou que tivesse um pai que nunca o soube ser. Queria que hoje os meus braços servissem de porto seguro, que pudessem oferecer todo o amor, carinho … More Hoje queria abraçar todas as crianças que não têm pai e dizer-lhes que vai ficar tudo bem!

Sobre empatia e uma pergunta filosófica que acabou numa anedota para adultos…

Depois da minha caminhada gosto sempre de me sentar de frente para o mar. Costumo recostar-me num banco, tirar os óculos da cara e colocá-los em cima da cabeça a prender o cabelo, fecho os olhos e fico alguns momentos em silêncio. Hoje não foi excepção, com a pequena diferença do meu momento de introspecção … More Sobre empatia e uma pergunta filosófica que acabou numa anedota para adultos…

Essa sensação de ter chegado a casa…

Passamos a vida toda a tentar descobrir o caminho de volta a casa. Percorremos milhares de caminhos, formulamos centenas de hipóteses, forjamos dezenas de oportunidades, só para nos voltarmos a sentir unos. Respiramos fundo à procura do cheiro que nos aquece a alma, seguimos pulsares instintivos que nos guiam os pés. Perdemo-nos vezes sem conta … More Essa sensação de ter chegado a casa…

Será que é amor?

A primeira vez que soube o que era amor no sentido romântico tinha 14 anos. Não que antes já não tivesse vivenciado paixonetas, amores platónicos e borboletas na barriga. Mas o amor só chegou depois. Era uma miúda tímida, fechada num mundo ora cinzento ora cheio de arco-íris. Não acreditava que existissem príncipes, nem amores … More Será que é amor?

Só precisamos de provar que não temos nada a provar!

Tropecei nesta música, na versão interpretada pela Maria Gadú, na semana passada quando estava a fazer a minha caminhada matinal. Fiquei presa neste verso e tive de voltar para trás para o ouvir mais duas vezes. Quando digo que fiquei presa, quero dizer que a pele se arrepiou, que os olhos se encheram de lágrimas, … More Só precisamos de provar que não temos nada a provar!

A importância de ter objectivos desafiantes

O último post de 2017 foi sobre como fazer de 2018 um ano de sucesso, vejam algumas dicas que escrevi. No início do ano dei dois workshops sobre estratégias para que 2018 fosse um ano de sucesso pessoal, profissional, enfim naquilo que fizesse sentido para cada pessoa. Durante o workshop fomos descobrindo quais seriam os … More A importância de ter objectivos desafiantes

Porque pensamos que “temos sempre razão”?

Há quem lhe chame teimosia, inflexibilidade, casmurrice, arrogância mas a verdade é que existe uma explicação para o facto de pensarmos que temos razão mesmo quando não a temos. A razão tem um nome: viés cognitivo (ou tendência cognitiva), ou seja a forma distorcida que temos de ver uma determinada situação. Esta distorção perceptual faz … More Porque pensamos que “temos sempre razão”?

Presidente Marcelo e adolescentes dão uma aula ao país! – Que nos sirva de inspiração!

Em primeiro lugar para quem me lê fora de Portugal, vou precisar de vos enquadrar. Hoje, na celebração do 2º ano da sua eleição como Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa deu uma aula aos alunos da Escola Secundária de Camarate. Fiquei de imediato presa ao ecrã quando vi uma sala cheia de adolescentes, … More Presidente Marcelo e adolescentes dão uma aula ao país! – Que nos sirva de inspiração!

Histórias em lume brando – ideias para pequeno-almoço (receita)

Vou contar-vos uma história que guardo com carinho sobre pequenos-almoços. Quando era miúda, às vezes o meu pequeno-almoço era maizena, preparada pela minha mãe com todo o carinho. Demorava sempre muito tempo para comer, por isso enquanto eu estava sentada à mesa a fazer o frete de tomar o pequeno-almoço, a minha mãe ia-se arranjando … More Histórias em lume brando – ideias para pequeno-almoço (receita)